E então hoje eu me dispo pra você. Me mostro inteira, intensa, completa, imperfeita e complexa. Quero que você me veja, me olhe e me reconheça. Deixo que você veja quem eu sou e, que eu não sou o que te falta. Posso tentar ser aquela que te alegra, que ajuda a agregar e superar as coisas difíceis da vida. Olha, não vamos aqui criar expectativas ok?! Como dizem, não confie na palavra dada em um momento de paixão, então nada de promessas. Só quero que você me veja, tal como sou. Não quero ser aos teus olhos aquela idealizada. Quero ser aquela errada, que te irrita e te faz arrancar os cabelos, mas, que no fim do dia, vai ser a que você deseja ver, porque apesar de toda a irritação, sou aquela que te causa os melhores sorrisos, os beijos mais desejosos e a vida mais interessante. Não quero ser o seu complemento, não busque em mim aquilo que falta em ti. Não procure nada, apenas aceite aquilo que podemos dar um ao outro. Quero ser apenas aquela que faz a sua vida um pouco melhor. Mas de modo algum quero que você projete seus sonhos em mim, mal consigo dar contas dos meus próprios sonhos, que dirá dos sonhos alheios.


Deixe um comentário